23
Mar
2020

O ministro da defesa do governo de Nuno Nabiam garante que as forças de interposição da ECOMIB vão permanecer no país enquanto persistir a ameaça Pandemia do Coronavírus.

O Ministro da Defesa do governo de Nuno Nabiam falava, hoje (25), durante a visita iniciada desde a semana passada às instituições sob sua tutela. Hoje foi a vez do Estado-maior de Exercito, Engenheira Militar e Batalhão do Serviço de Material dos Transportes.

A ocasião serviu também para Sandji Fati lembrar que as Forças da ECOMIB deviam deixar o país no 30 corrente mas por agora a missão vai manter.

“As forças de ECOMIB como sabem desmontaram o dispositivo neste momento está tudo acantonado a espera da data que é dia 30 de Março, mas efectivamente tem esta situação de coronavírus não podemos dizer existe coronavírus no país”

Fati reconheceu as dificuldades das forças armadas e do seu governo em corresponder com as necessidades para que as forças armadas possam cumprir cabalmente a sua missão.

“Como estão a ver, tem um conjunto de viaturas estragadas para recuperar (…) e a operacionalidade de qualquer força armada está na sua capacidade de modalidade”

Semanas atrás Umaro Sissoco Embaló anunciou que, na qualidade do chefe de Estado, ordenou dia 09 de Março, o seu primeiro-ministro Nuno Gomes Nabiam, que executasse ao acantonamento da missão da força da ECOMIB, porque “o país não está em guerra”.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Bíbia Mariza Pereira

Imagem: Bíbia Mariza Pereira

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più