As Forças Armadas da Guiné-Bissau reconheceram, hoje (03 de Dezembro), que a dieta alimentar dos militares nos quarteis é um grande encargo para o governo.

Hoje (03), foi feita a entrega simbólica de mais de três toneladas dos produtos agrícola aos pacientes internados nos dois principais centros hospitalares de Bissau (Hospital Nacional Simão Mendes e Hospital Militar Principal). Os alimentos produzidos pelos próprios militares também foram doados aos presos do centro de detenção da Polícia Judiciária de Bandim assim como às crianças do jardim Teresa Badinca.

Em declaração aos jornalistas, depois das formalidades, o Brigadeiro General, Saliu Baldé, da chefe de divisão dos recursos materiais do Estado-Maior, disse que a produção da força armada está a crescer sobretudo com ajuda da república popular de China.

“A produção está a crescer porque recebemos algumas máquinas agrícolas através dos nossos parceiros entre quais a China. A ambição maior do Chefe do Estado-maior é de fazer com que um dia as forças armadas possam produzir para minimizar a despesa do governo, porque é um encargo grande para o governo a alimentação dos militares”, sustenta.

Em relação a oferta dos produtos agrícolas produzidos pela força armada, Saliu Baldé promete continuar com o gesto uma vez que este donativo é uma parte da colheita de lavoura das forças armadas.

“Este gesto vai continuar porque é uma parte de lavoura que nós [militares] já colhemos para não estragar. Decidimos oferecer às pessoas que pensamos que são carenciados, nós produzimos muitas coisas para melhorar a dieta das pessoas”, afirma.

Em nome dos beneficiários, Porna Zilli, director do serviço penitenciários de Bandim, agradeceu o gesto e promete fazer chegar a oferta ao seu destino.

“Sentimos muito honrado com este gesto das forças armadas, esperamos que não vão acabar aqui e nós [beneficiários] vamos fazer chegar ao seu destino esta oferta”, garante.

As Forças Armadas ofereceram, esta terça-feira, cerca de três toneladas de produtos agrícolas aos pacientes internados nos dois principais centros hospitalares de Bissau e os presos do centro de detenção da Policia Judiciaria de Bandim assim como as crianças do jardim Teresa Badinca.

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Braima Sigá

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più