20
Jun
2019

Finalmente a selecção nacional de futebol “Djurtus” deixou a Guiné-Bissau, esta madrugada (20), com destino a Egipto, isto é, depois dos jogadores terem recebido na mesma noite os seus respectivos prémios da qualificação de CAN 2019

O prémio estava a ser reivindicado, neste últimos dias, e que chegou a motivar o cancelamento da viagem que devia acontecer no último domingo.

A comitiva da selecção nacional de futebol “Djurtus”, já deixou a Guiné-Bissau para participar na 32ª edição da Taça Nações Africana (CAN Egipto 2019).

Depois de uma negociação que durou mais de 6 horas entre os membros do comité executivo da federação futebol, com o secretário de Estado de Juventude Cultura e dos Desportos com capatões de Djurtus e com o seleccionador nacional, Baciro Candé.

As partes envolvidas nas negociações acabaram por alcançar um acordo de entendimento que permitiu os jogadores receberam o dinheiro referente ao premio da qualificação para o campeonato Africano das Nações (CAN 2019), num valor de 9 milhões de francos cfa (correspondente a 15 mil euros).

Á saída desta negociação, numa entrevista exclusiva ao programa desportivo 4 linhas, da emissora católica Rádio Sol Mansi (RSM), Bonifácio Malam Sanha, um dos membros do comité executivo da federação, disse que governo permitiu dar um premeio de 5 mil euros e um lote de terreno a todos os jogadores convocados para fase final do CAN Egipto.

A Selecção nacional deve estrear no CAN no dia 25 deste mês frente a selecção dos Camarões.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Idjé Da Costa

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più