15
Sep
2017

O presidente da Camara Municipal de Bissau (CMB), Baltazar Alves Cardoso, reconheceu, esta quinta-feira (14), que a maioria dos mercados de Bissau funcionam em péssimas condições, o que tem vindo a prejudicar a saúde dos consumidores

Em conferência de imprensa, que visa anunciar as actividades que a CMB, como responsável da cidade de Bissau, está a realizar para melhoria da visão da capital, o responsável máximo da pela cidade de Bissau, Baltazar Alves Cardoso, sublinha que nenhum mercado está em condição para oferecer a boa saúde às pessoas, por isso, a instituição que lidera tem em manga projectos para s melhoria da situação.

Baltazar Alves Cardoso anunciou ainda a reconstrução do mercado central construído na época colonial, que foi destruído pela guerra civil em 1998, tendo sido reabilitado em 1999, e, em 2005, um incêndio destruiu por completo aquele mercado, desalojando centenas de feirantes que se espalharam pelos passeios no centro da cidade.

Sobre a venda dos mercadores nos passeios da Avenida dos Combate da Liberdade de Pátria, o responsável camarário reconhece que a câmara é culpada pela prática muito má nas vias públicas sendo que diariamente cobram os ocupantes pelo espaço ocupado.

Todos os dias, centenas de pessoas ocupam todo o passeio do mercado de Bandim, na principal avenida da capital, para o comércio de rua no chão e em barracas improvisadas.

Aquilo que devia ser o cartão-de-visita do país, uma vez que é a avenida que liga o aeroporto à capital, está a ser um acumular de lixo que as pessoas deitam ao longo do dia devido a falta de recipiente necessário.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Marcelino Iambi

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più