O Presidente da Comissão Preparatória da Conferência de Reconciliação Nacional “Caminhos para a Consolidação da Paz e Desenvolvimento” mostrou-se, esta quinta-feira (20), convicto que proposta da unidade e da irmandade entre os guineenses é único caminho para reconciliação nacional

No discurso, no final da marcha, no espaço verde do Bairro da Ajuda, alusivo a dia de paz, Padre Domingos da Fonseca, Presidente da Comissão Preparatória da Conferência de Reconciliação Nacional, sublinha que a Guiné reconciliada é o sonho, o destino e a visão para construção de uma paz verdadeira e para desenvolvimento do país.

Por outro lado, Padre disse que se a paz é o caminho então é preciso marchar para este destino “uma vez que só com a verdade e a paz que a Guiné libertará” alertando os guineenses para não admitirem a divisão.

A mensagem do Secretário-geral das Nações Unidas sobre o dia destaca que para não permitir nenhum interesse de grupo, ambição nacional ou diferença politica coloque a paz em risco em que a missão da UNIOGUIBIS é de trabalhar pela paz todos os dias e em todos lugares.

A Celebrações do Dia Internacional da Paz: “Caravana da Paz” teve em destaque o debate radiofónico às 16.30, esta quinta-feira (20), na (Radio Sol Mansi) sobre “Os desafios da consolidação da Paz na Guiné-Bissau”.

“Sob o lema “Juntos pela Paz: respeito, segurança e dignidade para todos”, a Comissão Preparatória da Conferência de Reconciliação Nacional – Caminhos para a Consolidação da Paz e Desenvolvimento, organizou uma “Caravana da Paz”.

A iniciativa tem como objectivo de aproximar e reforçar as bases de confiança e de colaboração entre os diferentes sectores da vida política, social, económica e da população, o reforço da partilha, o senso do outro, a camaradagem e convivência entre os que governam e os governados e entre os guineenses, em geral, bem como o reforço da consciência nacional sobre a pertinência da reconciliação nacional e a construção de uma paz duradoura.

A marcha teve início na manha desta quinta-feira no cruzamento da Rua Osvaldo Vieira com a Avenida Francisco Mendes (junto ao edifício do Benfica), seguindo a Avenida dos Combatentes da Liberdade da Pátria com finalização no Espaço Verde do Bairro Ajuda II fase com participação de redes da sociedade civil, tais como o Conselho Nacional da Juventude, o Parlamento Infantil, a Juventude Católica, a Islâmica e a Evangélica, e a Federação Inter-religiosa para a Paz e ainda a Plataforma política das mulheres.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Marcelino Iambi

Imagem: Marcelino Iambi

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più