A Assembleia Nacional Popular prestou, na tarde desta quinta-feira, solidariedade para com o embaixador de França no país, pelos atentados ocorridos em Paris na sexta-feira dia 13. 

Após a assinatura do livro de condolências, o presidente da Assembleia Nacional Popular, Cipriano Cassamá, afirmou que a instituição que dirige não podia deixar de manifestar a "condenação" e "consternação" face aos atentados de Paris que qualificou de "acto ignóbil".

O presidente da Assembleia Nacional Popular também deixou uma carta com mensagem de condolência ao seu homólogo francês.

"Nós viemos aqui entregar uma carta à sua excelência Senhor embaixador de França, uma mensagem de condolência que dirigi ao meu colega francês, presidente da assembleia popular de França", declarou.

Na deslocação à embaixada de França, o presidente da Assembleia Nacional Popular, Cipriano Cassamá, fez-se acompanhar do seu vice-presidente, líderes de bancada e partidos com representação na assembleia.

 

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più