A ideia manifestada pela Ministra da Função Publica, Maria Celina Vieira Tavares, durante a celebração do dia Africano da Administração Publica este ano sob o lema “O papel da administração pública na construção e manutenção da convivência pacífica entre as comunidades”.

Celina Tavares afirma que o mesmo trabalho está a ser desenvolvido pela comissão interministerial criada pela causa.

“O trabalho que tem desenvolvido a comissão interministerial permitiu constatar, com grande entusiasmo e satisfação, que até Dezembro do ano em curso, haverá cerca de 2800 funcionários a serem enviados para a reforma, o que ira constituir uma oportunidade inédita para ao enquadramento dos funcionários em situação irregular e, eventualmente, promover novos ingressos na função publica, como tal o ano 2021 será um ano cheio de prosperidade para a nossa juventude e em particular para as raparigas “

Maria Celina Vieira Tavares, confirma que a mudança para operar na administração pública tem que ser capaz de transformar num aparelho eficiente e eficaz…

“O dia da função publica africana é um momento de reflexão para todos os funcionários da administração publica, passando em revista aquilo que tem sido o nosso desempenho em nome do interesse comum, mas também de analisar o que temos feito para erradicar as mas praticas recorrentes na nossa administração publica, as mudanças a operar na administração publica têm que ser capazes de transformar a moderna num aparelho eficiente e eficaz que sem prejuízo das características particulares da gestão do sector publico, que a distinguem da gestão privada, permita com flexibilidade, responder aos problemas dos cidadãos, tendo em conta que estes, para alem de cidadãos são também clientes do serviço publico”.

O dia da função pública africana, foi decretado pela primeira vez em 1994, numa conferência Pan-africana dos Ministros da Função Publica, em Marrocos e 10 anos depois Nações Unidas escolheu o mesmo dia para celebrar o dia da função pública.

Júlio Mendonça alerta o governo sobre ingresso descontrolado dos funcionários

O Secretario Geral da UNTG adverte ao governo no sentido de para com o ingresso descontrolado na administração pública e caso contrário haverá reacção da maior central sindical do país

O alerta de Júlio Mendonça foi ouvido, hoje, na celebração, do dia Africano da Função Publica. Júlio Mendonça afirma a tendência de violação sistemática dos princípios da legalidade impede uma boa administração ao curto prazo de tempo

Mendoça, pede que o primeiro-ministro assuma as suas responsabilidades se não vai ter problema com sindicato no curto prazo de tempo…

“O que esta acontecer na Secretario de Estado de Turismo é uma aberração autentica o que aconteceu e está acontecer na Direcção Geral de Contribuição e Imposto para nós é gravíssimo tal igual ao secretaria de estado é muitos ministérios inclusivo ministério de interior recrutamento sem respeito das regras vocês estão a fazer limpeza e os vossos colegas estão a colocar a sujeira na mesma panela não é possível para um funcionário que fica 10 15 anos com mesma letra de vencimento não é possível mais também temos a consciência que é um sistema que foi instalado para combater não foi fácil, diga ao primeiro-ministro que assuma as suas responsabilidade enquanto chefe do governo, mais o primeiro-ministro deve ter a coragem de estudar atentamente adenda de memorando de entendimento porque casa contrario terão problema no curto prazo de tempo”

Júlio Mendonça lamentou a situação de exoneração das pessoas têm vínculo efectivo com o estado e que são relegados para segundo plano…

“Quando num ministério ou secretaria de estado encontrarmos pessoas que são efectivos que tem vinculo efectivo com estado a serem relegados para segundo planos e vimos pessoas a serem contratados sem respeito escrupuloso do principio da legalidade para nós temos que lamentar, não é possível pessoas que têm vinculo com o estado a serem despedidos ou exonerados das suas funções e colocaram pessoas que não tem vinculo com o estado e que nunca trabalharam”

Entretanto, em resposta, a Ministra da Função Publica, Celina Tavares, disse abraçar esta preocupação e por isso para atingir estes objectivos é preciso detectar todos os funcionários que estão a receber salários em mais de dois ministérios.

“Como foi a preocupação do nosso secretário geral eu abraço esta preocupação não posso falar muito sobre isso porque serão como promessa vantes, mais que vamos trabalhar mais a única forma de atingir estes objectivos é detectar todos os funcionários que estão a receber em quatros lugares”  

O Secretario Geral, considera ainda que a Função Publica tem a responsabilidade de fazer avaliação periódica anual do servidor público e conscientemente fazer promoção dos funcionários.

 

Por: Bíbia Mariza Pereira

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più