PAPA FRANCISCO DIZ QUE NÃO VIVERÁ NO VATICANO CASO SE REFORME

O Papa Francisco confessou que não viveria no Vaticano ou voltaria para a Argentina, o seu país de origem, caso se aposentasse do seu cargo à semelhança do seu antecessor Bento XVI.

As confissões foram feitas à emissora de língua espanhola Televisa Univision, onde o sumo pontífice confessou que, caso tivesse de se reformar preferiria encontrar uma igreja em Roma onde pudesse continuar a ouvir confissões.

O Papa que já conta com 85 anos, negou no entanto qualquer plano de deixar o cargo em breve, dizendo que "a porta está aberta".

Recorda-se que o papa Bento XVI renunciou em 2013 e tornou-se o primeiro Papa a fazê-lo em 600 anos da história da Igreja Católica. Desde o dia da sua reforma, o antigo chefe da Igreja viveu num mosteiro na Cidade do Vaticano.

Francisco descreveu Bento XVI como um "homem santo e discreto", acrescentando que "no futuro, as coisas devem ser mais delineadas, ou as coisas devem ser mais explícitas", no que diz respeito à maneira como os papas abdicam.

Diz ainda que "acho que por ter dado o primeiro passo depois de tantos séculos, ele recebe 10 pontos. É uma maravilha!".

O Papa confessou também que renunciaria se fosse "a hora certa" e consideraria residir na Basílica de São João de Latrão, que é a sede do bispo de Roma, apesar de ter ainda um apartamento em Buenos Aires.

Lusa

 

Escreva à RSM

email Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Subscreva notícias

© Radio Sol Mansi
Cookie Policy | Privacy Policy

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più