BISPO DE PRAIA LEMBRA QUE NENHUMA DIOCESE PREVALECE SOBRE OUTRA

O presidente da Conferência Episcopal e Bispo de Praia, Cabo-verde disse que nenhuma diocese prevalece sobre outra, todas estão no mesmo pé de igualdade, fraternidade e comunhão de entre ajuda.

Cardeal Arlindo Furtado falava a Rádio Sol Mansi em Kolda, Senegal, no encontro anual dos Bispos da Conferência Episcopal de Cabo-Verde, Guiné-Bissau, Mauritânia e Senegal a decorrer de 7 ao 13 de Novembro.

O Cardeal disse ainda que esta comunhão e fraternidade alarga o horizonte e reforça a realidade de construir uma igreja cada vez mais construtora de unidade em todo o mundo.

“ Neste encontro que realizamos a cada ano em uma determinada diocese ajuda-nos a ver que cada diocese se toma consciência de que está no centro e que nenhuma diocese prevalece sobre outra, todas estão no mesmo pé de igualmente de fraternidade, comunhão, de interajuda que reforça a nossa realidade e missão de sermos a igreja e construir uma igreja cada vez mais unida, mais missionária, mais fraterna e mais construtora de unidade em todo o mundo”, explicou o Cardeal.

Nesta entrevista, o cardeal falou da visita delimina que todos os bispos de diversas conferências episcopais fazem ao Papa de cinco em cinco ano para exprimir a sua comunhão com o Papa.

O cardeal disse que nesta visita o Papa falou da necessidade e da urgência dos Bispos serem homens da proximidade com Deus e se apoiar mutuamente em termos espirituais como irmão e responsáveis pela mesma Igreja de Jesus Cristo. “ O Papa insistiu muito na proximidade dos Bispos com os padres em cada situação particular como sendo filhos espirituais dos Bispos”.

Uma outra questão tratada pelo Papa com os Bispos tem a ver com a formação dos seminaristas para que tenham uma boa formação humana e espiritual muito sólida com Deus. “ Os desafios são muitos e o padre tem que ter o suficiente capacidade intelectual a poder cumprir cabalmente a sua função”.

“ O Papa insistiu muito que os sacerdotes de amanha têm que ter uma ideia clara da diferença que existe entre ser portador de um poder e portador de uma autoridade”, acrescentando que “o poder não serve para Igreja e os Homens da Igreja devem ser portadores e uma autoridade cuja vida é a união com Jesus Cristo ao serviço do bem para levar a boa nova a todos”.

Neste encontro, a Guiné-Bissau fez-se representar pelo Administrador Apostólico de Bafatá, Padre Luccio Brentegane e Vigário-geral de Bissau Padre Davide Sciocco.

Por: Nautaran Marcos Có

Escreva à RSM

email Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Subscreva notícias

© Radio Sol Mansi
Cookie Policy | Privacy Policy

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più